Pai suspeito de estuprar filha é colocado em prisão domiciliar

52

Os policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Goiatuba deram cumprimento, na terça-feira 16, ao mandado de prisão domiciliar expedido pelo juiz da comarca local em desfavor de um homem de 37 anos por ter abusado sexualmente de sua filha de 11 anos de idade.

Chegou ao conhecimento da equipe, por meio do Conselho Tutelar de Goiatuba, que uma criança, hoje com 11 anos de idade, foi violentada sexualmente pelo próprio pai, dos 6 aos 10 anos.
Após a oitiva da vítima, que narrou com detalhes a violência sofrida, e também a oitiva dos familiares que confirmaram tais fatos, foi representada pela prisão preventiva do autor. Porém, entendeu o Poder Judiciário que era caso de prisão domiciliar.

De posse do mandado, os policiais civis empreenderam diligências e conseguiram localizar o autor ontem à tarde, oportunidade em que foi conduzido até a delegacia para a instalação de tornozeleira eletrônica.

Em interrogatório, o conduzido confessou ter violentado a menor e afirmou estar profundamente arrependido.
O autor será processado por estupro de vulnerável e, uma vez condenado, estará sujeito a pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão.