PCGO conclui inquérito sobre incêndio em panificadora de Aparecida

107

A Polícia Civil de Goiás, por meio do 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, encerrou as investigações relacionadas à explosão na Panificadora Casas Delícias Café, localizada no município de Aparecida de Goiânia, ocorrida em 2 de novembro último, que vitimou fatalmente o padeiro Wesley Ribeiro Neto.  As investigações comprovaram que o fato foi um acidente.

De acordo com a delegada Luíza Veneranda, coordenadora das investigações, ao tomar conhecimento do ocorrido, a autoridade policial prontamente requisitou à Polícia Técnico-Científica a confecção de laudo de perícia criminal – local de explosão, tendo acompanhado pessoalmente os trabalhos dos peritos criminais, ocorrido no dia seguinte aos fatos.

No curso do inquérito policial, foram determinadas diversas diligências investigativas visando esclarecer os fatos, em especial, se a vítima possuía inimigos ou estava sendo ameaçada. Foram realizadas oitivas e juntados diversos documentos que comprovaram a regularidade do estabelecimento comercial.

Ao analisar tais dados, ficou constatado que a rede de tubulação de gás LP, presente no estabelecimento comercial, estava em conformidade com todas as normas vigentes, ocasião em que foi aprovada no teste de estanqueidade, com prazo de validade até maio de 2023, conforme ART presente no inquérito.

No curso das investigações foi descartada a prática de explosão dolosa por parte de terceiro.

Os peritos criminais da Polícia Técnico-Científica, através da análise de fotos e do sistema de monitoramento do local, identificaram a ocorrência de um incêndio anterior iniciado em um equipamento elétrico (fritadeira), presente no interior da sala de fornos. Esse pequeno incêndio danificou o sistema de tubulação de gás LP do ambiente e propiciou o vazamento da substância. Assim, a vítima, ao acionar o interruptor de luz, acabou por ocasionar uma faísca, que em contato com o gás, provocou uma explosão de grandes proporções.

Desta feita, diante de todos os elementos angariados, a Polícia Civil esclareceu as circunstâncias afetas à explosão, ocasião em que remeteu o inquérito policial para o Poder Judiciário.