PCGO conclui investigação sobre “fura-fila” da vacina da Covid-19 em São Miguel do Passa Quatro

485

A Polícia Civil de Goiás, por intermédio da Subdelegacia de Polícia de São Miguel do Passa Quatro, concluiu nessa terça-feira (09), as investigações que buscavam apurar irregularidades no programa de vacinação da Covid-19 e indiciou um ex-gestor da saúde pública do referido município pela prática do crime de peculato.

Diante das informações recebidas no sentido de que algumas autoridades da cidade tinham “furado a fila” e recebido a 1ª dose da vacina contra a Covid-19, a Polícia Civil realizou diligências preliminares para verificar a pertinência das informações, contexto em que requisitou documentos oficiais, realizou visitas às dependências dos prédios onde a campanha acontece e colheu depoimentos de várias pessoas envolvidas, dentre médicos, enfermeiros e servidores públicos.

Uma vez analisada toda a documentação, verificado nome por nome, a respectiva função exercida e a quantidade de doses utilizadas e disponíveis, a Polícia Civil identificou a irregularidade na vacinação de um ex-gestor de saúde pública do município de São Miguel do Passa Quatro que, não integrando o grupo-alvo da primeira etapa – que previa tão somente os institucionalizados e os profissionais de linha de frente -, apropriou-se, valendo-se do cargo que ocupava, de uma das doses. Depois da ação empreendida pela Polícia Civil, o investigado foi exonerado e o Ministério Público, a par das informações, recomendou que a segunda dose não fosse ministrada. O inquérito policial foi encaminhado ao Poder Judiciário para os fins legais.