PCGO desarticula e prende membros de associação criminosa suspeitos de vários roubos em fazendas de Rio Verde

200
Veículo recuperado

A Polícia Civil, por meio do Grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Rio Verde, cumpriu nessa quarta-feira (07) três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão domiciliar contra integrantes de uma associação criminosa que praticava roubos em fazendas da região. Os investigados já agiam na modalidade criminosa há 3 anos, sempre com muita violência. Armados, rendiam as vítimas, as agrediam, além de subtrair veículos, utensílios domésticos e armas de fogo.

O crime que fundamentou os pedidos cautelares ocorreu na data de 19 de fevereiro deste ano, quando os suspeitos atuaram com extrema violência e ameaça, com emprego de arma de fogo e restringiram a liberdade das vítimas. Na ocasião, estavam em casa um casal de idosos, filha e neta do casal. Eles foram amarrados, tiveram celulares, o veículo Fiat Palio vermelho e outros pertences subtraídos. O carro foi recuperado durante as buscas na casa de um dos suspeitos.

Ronaldo Pinheiro Borges e Lucas Gomes de Moraes foram presos preventivamente e também foram alvos de busca e apreensão. Já Jonadabe Oliveira teve cumprido mandado de prisão preventiva. Ronaldo Pinheiro já era investigado pelo Gepatri de Rio Verde pela prática, dentre outros crimes, de seis roubos ocorridos em zona rural.

Visando a elucidação de outros crimes possivelmente perpetrados pelos autores, em atendimento ao disposto na Lei n.º 13.869/2019, o Delegado de Polícia deliberou por apresentar fotos dos suspeitos e, no caso de identificação deles por outras vítimas, o Delegado solicita que se entre em contato pelo Disque-denúncia 197 ou pelo número (62) 99862-9506.