PCGO prende em flagrante presidente da Câmara Municipal de Firminópolis por peculato

155

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Firminópolis, lavrou auto de prisão em flagrante delito do presidente da Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Firminópolis pelo crime de peculato.

No último dia do ano, também último dia do mandato eletivo, a equipe de policiais civis flagrou o vereador, de 43 anos, na presente data (31), subtraindo para si 18 manilhas de concreto, avaliadas em R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) ao todo. O material é de propriedade do Poder Público Municipal. Utilizando de funcionários da Prefeitura, de veículos oficiais (caminhões) e ainda de combustível custeado pelo Município, o vereador levou a res furtiva para uma propriedade rural particular de terceiro interessado, na cidade de Firminópolis. O material foi retirado do depósito da Prefeitura.

O que chamou atenção é que toda a ação foi realizada no último dia do mandato eletivo, inclusive dia que não há expediente para os funcionários públicos do municipais. O auto de prisão em flagrante encontra-se em andamento. A pena para o crime de peculato varia de 2 a 12 anos. O vereador não foi reeleito no pleito eleitoral de 2020 e não cabe pagamento de fiança na Delegacia. O flagrante teve auxílio nas diligências dos policiais civis da DP de São Luís de Montes Belos.