Polícia Civil apreende adolescente suspeito de matar professor em escola de Valparaíso

276

A Polícia Civil de Goiás, por meio do trabalho em conjunto dos policiais da 2ª Delegacia Distrital de Polícia e do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Valparaíso, conseguiu efetuar a apreensão do adolescente de 17 anos suspeito de atirar e matar o professor Júlio César Barroso Sousa na última terça-feira (30).

O crime foi perpetrado no Colégio Estadual Céu Azul, em Valparaíso. Após uma discussão, o menor teria retornado ao colégio, durante a tarde, e matado a vítima.

Júlio César, coordenador do colégio, foi morto com dois tiros pelo fato de ter dito ao menor que iria transferi-lo da unidade escolar, já que ele teria cometido um desvio de comportamento.

No início da manhã, o menor teria discutido com uma professora e, após a intervenção de Júlio, ele se revoltou com o coordenador, razão pela qual teria retornado ao colégio, no período vespertino, e ceifado a vida do coordenador.

Desde o ocorrido, os policiais civis passaram a fazer inúmeras diligências na região do Entorno. Como o menor não foi localizado, o delegado Rafael Abrão, titular do GIH de Valparaíso, passou a realizar negociações com a família dele.

Depois de intensa negociação, bem como mediante outras diligências, a Polícia Civil conseguiu localizar o infrator na quarta-feira (1º de maio), por volta das 12:00, numa residência localizada no bairro Pedregal, na cidade de Novo Gama. O menor estava escondido em cima de uma árvore, nos fundos da residência, local frequentado por familiares dele.

O menor foi apreendido e levado para a delegacia, onde confessou a prática do ato infracional análogo a homicídio. Agora, o adolescente encontra-se à disposição do Juizado da Infância e Juventude.