Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra investigado por homicídio qualificado

604

Policiais civis lotados no Grupo de Investigações de Homicídios (GIH), com o apoio da equipe do GEPATRI , ambos de Luziânia, cumpriram, no dia 3 de agosto, mandado de prisão temporária expedido em desfavor de Daniel Rufino Teixeira, de 21 anos, investigado pela prática de crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. O crime em questão ocorreu no dia 24 de abril, no bairro Jardim São Paulo, contra Fabrício Lima de Jesus.

Consta nos autos do inquérito policial que, duas semanas antes do crime, o investigado entrou em luta corporal com um tio da vítima. Inconformado com as agressões, Fabrício partiu para cima de Daniel e desferiu um golpe de faca nas costas dele. A partir de então, autor e vítima passaram a ter desavenças.

No dia dos fatos, aproveitando-se de um momento de distração, Daniel Rufino se aproximou e efetuou vários disparos de arma de fogo contra Fabrício, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Durante a realização do velório, testemunhas presenciaram quando Daniel Rufino passou nas imediações em um veículo e efetuou vários disparos de arma de fogo para o alto, visando intimidar os familiares e amigos da vítima.

No momento da prisão, o investigado ofereceu resistência e lesionou um dos policiais civis. Assim, contra ele também foi lavrado Auto de Resistência pela prática do crime previsto no artigo 329 do Código Penal. O criminoso foi localizado e preso em Luziânia, onde aguardará à disposição do Poder Judiciário.