Polícia Civil cumpre mandado de prisão definitiva contra um dos presos na Operação After

278

A Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia de Polícia (DP) de Goiatuba, deu cumprimento nesta terça-feira (02) ao mandado de prisão definitiva expedido em face de Wanderlan Pinheiro de Sousa, de 23 anos, por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Wanderlan foi preso, no ano de 2019, por acasião da deflagração da denominada Operação After, que culminou com a prisão cautelar de 15 suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas sintéticas com atuação na cidade de Goiatuba e municípios próximos.

Concluído o inquérito policial e encerrado o processo em primeira instância, os réus foram condenados a penas que variam de 8 a 18 anos, por tráfico e associação para o tráfico. Wanderlan, em específico, foi sentenciado a 8 anos e 10 meses de reclusão, em regime inicial fechado. Da decisão já não cabe recursos, visto que transitou em julgado. Os demais réus condenados ainda recorrem da decisão.

Após os procedimentos de praxe, o condenado foi recolhido na Unidade Prisional de Goiatuba, onde se encontra à inteira disposição da Justiça.