Polícia Civil cumpre mandados de busca em Bom Jesus para esclarecer homicídio

719

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Bom Jesus de Goiás, com o apoio do Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Itumbiara, cumpriu, na manhã desta terça-feira (30), mandados de busca e apreensão em duas residências situadas nos Bairros Aníbal Lima e Olímpia, ambos localizados na cidade de Bom Jesus de Goiás.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça local após aceitar denúncia do Ministério Público contra a advogada Narayna Naves Borges e o músico Cryslei Nunes de Oliveira.

Os alvos das buscas foram denunciados pelo Ministério Público à Justiça por serem suspeitos de encomendar um homicídio no mês de outubro do ano passado, quando Bruno Fonseca dos Santos foi assassinado por disparos de arma de fogo após ser confundido pelos executores que pretendiam matar um dos bandidos que teria subtraído uma caminhonete da família da advogada Narayna, alvo da busca de hoje.

Consta nos autos do processo que a advogada, junto com Cryslei Nunes, teriam contratado executores para matar um dos bandidos, mas eles acabaram matando, por erro, a vítima Bruno.

Após o homicídio, a Polícia Civil representou ao Poder Judiciário, que decretou a prisão preventiva de Rodrigo Marques Pereira, executor da morte da vítima. Rodrigo foi reconhecido por uma testemunha, momento em que foi preso, no mesmo mês, por tráfico de drogas. Também foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva que pendia em seu desfavor pelo homicídio de Bruno. O preso foi recolhido no presídio local.

Finalizadas as buscas, os aparelhos celulares apreendidos serão encaminhamos para exame pericial e o resultado dos mandados cumpridos, comunicados ao Poder Judiciário para as providências cabíveis.