Polícia Civil cumpre prisão preventiva de suspeito de arrastar cachorro pelas ruas de Mozarlândia; animal acabou morrendo

231

Na última sexta-feira (09), a Delegacia de Polícia (DP) de Mozarlândia deu cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido contra um indivíduo pelo crime de maus-tratos qualificado majorado. O investigado, no dia anterior, foi flagrado por populares quando, a bordo de sua moto, puxava um cachorro vivo amarrado dentro de um saco. Transeuntes ouviram quando o cachorro latia e chorava de dor por estar sendo arrastado. O vídeos e fotos do acontecimento rapidamente rodaram a cidade, chegando a conhecimento dos policiais civis.

Diante das informações, a equipe desta Delegacia partiu em buscas das testemunhas e de pessoas que apareciam no vídeo, bem como para resgatar o cachorro e prender o indivíduo. No local, equipe da Fiscalização Ambiental de Mozarlândia resgatou o cachorro e o levou para uma ONG, onde, infelizmente, veio a falecer horas depois, devido à extensão das lesões causadas no animal, tendo perdido boa parte do pêlo e estando em carne viva pela fricção e atrito com o asfalto.

Em posse da qualificação do indivíduo, a equipe adentrou a noite em busca de seu paradeiro, tendo o investigado abandonado a moto e fugido para região de mata a pé, a fim de despistar os policiais. A moto foi prontamente apreendida, na intenção de dificultar sua fuga deste município.

A autoridade policial requereu a prisão preventiva do individuo. O Poder Judiciário e o Ministério Público demonstraram extrema sensibilidade e deram parecer positivo à decisão em menos de 6 horas do protocolo do pedido. O homem foi preso e encaminhado ao presídio da cidade, à disposição da Justiça. A moto será avaliada e leiloada, por decisão judicial.