Polícia Civil de Niquelândia prende presidente de associação de quilombolas suspeito de estelionato

815
Reprodução: Portal Excelência Notícias

A Polícia Civil de Niquelândia prendeu, no final da última semana, Juarez Silva Rocha, mais conhecido como “Juarez Quilombola”, por estelionato, apropriação indébita e associação criminosa. Ele é investigado por cobrar taxas para realizar inscrição e posterior obtenção de benefícios sociais junto aos governos estadual e federal. Estima-se que os prejuízos causados por sua ação alcance R$ 6 milhões.

Juarez preside a Associação Urbana e Rural dos Remanescentes do Quilombo Rufino Francisco. De acordo com o delegado responsável pela investigação, Cássio Arantes do Nascimento, foram apreendidos documentos e “fichas de cadastro” anexados em recibos de “doação” no valor de R$ 100 feitos pelos supostos beneficiários à entidade que era presidida por Juarez, além de um pouco mais de R$ 6 mil em dinheiro.

Ainda segundo a autoridade policial, a cobrança ou “doação” seria destinada ao custeio das despesas diversas em viagens para Goiânia, realizadas para levar documentações dos associados à Agência Goiana de Habitação (Agehab), com vistas à obtenção de benefícios como Cheque-Moradia e Cheque-Reforma. (Com informações do Portal Excelência Notícias).