Polícia Civil e Polícia Militar cumprem mandados de prisão de investigados por furtar combustível em Jaraguá

221

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Jaraguá, e a Polícia Militar, realizaram nessa segunda-feira (21) operação integrada na qual deram cumprimento a mandados de prisão preventiva em face de dois indivíduos. Eles são investigados por furtar galões de combustível em Jaraguá. Vários galões foram apreendidos durante a operação, que também cumpriu mandados de busca domiciliar, além do carro utilizado na prática dos furtos.

A cidade registrou, dias atrás, uma série de furtos de combustíveis (óleo diesel) de vários caminhões. Os suspeitos atuavam sempre com o mesmo modus operandi: se aproximavam dos caminhões estacionados nas ruas da cidade, geralmente no início da madrugada e, com uma chave micha, abriam os tanques e furtavam dezenas de litros de óleo diesel.

Nas filmagens, observa-se um rapaz a pé, carregando os galões que seriam usados nos crimes. Também se observa uma mini van passando em seguida e buscando o referido rapaz já com os galões cheios de combustível furtado. Até agora, foram instaurados quatro inquéritos policiais para apurar crimes semelhantes (furto de óleo diesel de caminhão). Após a troca de informações entre as polícias, foi possível identificar e qualificar os principais suspeitos.

Um dos presos, que é o proprietário do veículo utilizado nos furtos, é Jair Campos Passos. Em sua residência, foram encontrados inúmeros galões de combustível. No momento de sua prisão, ele dispensou um vidrinho de plástico contendo várias pedrinhas semelhantes a droga (crack). Já o outro preso, o qual aparece nas filmagens andando com os galões pela rua, é Leandro Silva de Souza.
Leandro, interrogado, confessou ter participado de dois dos furtos e disse que praticou os delitos a mando de Jair. A Polícia Civil acredita que há mais vítimas e aguarda o comparecimento delas para instaurar outros procedimentos investigativos. Os dois presos foram conduzidos ao CIS de Jaraguá e ficarão à disposição do Poder Judiciário.

Considerando o caráter excepcional, além do interesse público, as imagens e as qualificações dos investigados estão sendo divulgadas em razão da primazia do interesse público sobre o particular, nos ditames da Lei nº 13.869/2019 e da Portaria nº 02/2020 da PCGO, visando a identificação de possíveis crimes praticados pelos suspeitos, bem como o surgimento de novas testemunhas e outras fontes de provas.