Polícia Civil esclarece roubo a motorista de aplicativo em Jataí

128

A Polícia Civil de Goiás, por meio do Grupo Especial de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Gepatri) de Jataí, indiciou três suspeitos de roubo a motorista de aplicativo ocorrido em 29 de junho do corrente ano, quando os homens abordaram o motorista logo após ele deixar uma passageira na Vila Santa Maria, naquele município. Na oportunidade, o trio, mediante violência, levou o aparelho celular e o veículo da vítima.

Após investigações, foram identificados Wellington Alves da Silva, vulga “Chico”; Duval Paulo da Silva, vulgo “Cuiabano”; e Bruno Sousa Silva, vulgo “Baianinho”.  Todos eles foram interrogados sobre os fatos e confessaram a prática do crime. Por motivos alheios à investigação em questão, os três já se encontravam recolhidos na unidade prisional de Jataí.

Ao final da investigação, Wellington, Duval e Bruno foram indiciados pelos crimes de roubo majorado consumado (art. 157, § 2º, II, CP) e roubo majorado tentado (art. 157, § 2º, II, CP), cujas penas máximas, somadas e considerando-se as majorantes, podem chegar a 20 anos.

A imagem e qualificação dos investigados estão sendo divulgadas, conforme o delegado responsável pela investigação, em razão da primazia do interesse público sobre o particular, em conformidade com os ditames da Lei n.º 13.869/2019 e Portaria n.º 02/2020 da PCGO, no caso em questão, tendo em vista ser possível que os investigados tenham feito outras vítimas.