Polícia Civil interdita obra de loteamento rural que desmatou ilegalmente área de preservação permanente em Mineiros

188

A Polícia Civil do Estado de Goiás,  por meio da Delegacia de Polícia (DP) Mineiros e com apoio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), em meados de janeiro, começou a apurar possível prática do crime de destruir ou danificar floresta considerada de preservação permanente. Em investigação, a Polícia Civil observou que o empreendimento causou inúmeras aberturas de acessos, atingindo área de preservação permanente e reserva legal.

Ato contínuo, foi representado, junto ao Poder Judiciário, pela interdição/suspensão das obras, o que foi deferido. O representante legal da empresa foi intimado acerca da decisão na data de ontem (10). As investigações continuam e, acaso seja condenado, o responsável pode pegar até 03 anos de detenção.