Polícia Civil prende suspeito de assassinar travesti em Aparecida de Goiânia

343

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia prendeu nessa terça-feira (29/3), no Jardim Santo Antônio, em Aparecida, o autor do homicídio (um homem de 37 anos), que vitimou Renan de Araújo Farias (nome social: Isabela), 22 anos, ocorrido no último dia 05 de março. A vítima era travesti e estava em Goiás há 15 dias, realizando programas na região dos motéis de Aparecida de Goiânia. No dia do crime, por volta da 1h, o autor combinou um programa com a vítima pelo valor de R$ 30 e ambos se dirigiram para um lote baldio no veículo do autor. No local, na Vila Nossa Senhora de Lourdes, de acordo com o interrogatório do autor, houve um desentendimento sobre o valor do programa, tendo a vítima passado a cobrar o valor de R$ 50. Durante a luta corporal, o autor esfaqueou a vítima por três vezes na região do pescoço, utilizando o canivete de Renan.

Durante os dias que se seguiram à prática criminosa, foi feito um amplo levantamento de filmagens de câmeras de segurança de imóveis da região, bem como de câmeras de monitoramento da Prefeitura. Após análise de dezenas de horas de filmagem, foi traçado um perfil do autor, com características da motocicleta utilizada por ele, capacete, roupas e uma mochila que ele portava no momento. Ao se fazer uma varredura no sistema de monitoramento da Prefeitura, os policiais civis do GIH identificaram um motociclista com as mesmas características, flagrado em filmagens dois dias antes do crime. De posse da placa da motocicleta, foi o autor identificado e preso. Durante o interrogatório, ele confessou o crime, sendo encontrado inclusive o suposto canivete utilizado no delito, ainda sujo de sangue, dentro da mochila do autor. Com o mandado de prisão temporária cumprido, o autor deve ser indiciado pelo homicídio qualificado e o inquérito, concluído nos próximos dias.