Polícia Civil prende suspeito de homicídio e estupro em Mineiros; homem morto teve orelha arrancada

280

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia de Mineiros, prendeu preventivamente, no dia 22 de abril, A.J.S, de 36 anos, suspeito de um homicídio e um estupro, praticados no intervalo de poucos dias, naquele município.

De acordo com as investigações, na madrugada do dia 20 do corrente mês, o corpo de um homem, sem qualquer tipo de documentação que pudesse comprovar a identidade, foi encontrado na cidade de Mineiros, com sinais de violência na face. Após investigações preliminares, constatou-se que a orelha da vítima havia sido arrancada.

No dia seguinte, testemunhas procuraram a Polícia Civil informando que um colega de trabalho mostrou aos funcionários da empresa em que trabalhava uma orelha humana, envolta em um pedaço de papel, que ele guardou como “prêmio”, dizendo que precisava de dinheiro para fugir. “Imediatamente, ligamos o fato ao corpo encontrado anteriormente”, conta o delegado Thiago Martinho.

Após investigação preliminar, o suposto autor foi identificado e encontrado, sendo conduzido para Delegacia de Polícia. Durante o seu interrogatório, restou comprovado também que ele era suspeito de praticar, dias antes, um estupro contra uma vizinha, também naquele município, crime investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Mineiros.

Após a representação pela prisão preventiva ao Poder Judiciário, o mesmo foi encaminhado ao presídio. O autor responderá pelos crimes de homicídio qualificado e estupro, podendo pegar até 35 anos de prisão. A vítima de homicídio foi posteriormente identificada como Mário Santos Borges.