Polícia Civil prende suspeito e apreende produtos alimentícios impróprios para consumo em Vianópolis

235

A Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia de Polícia (DP) de Vianópolis, com apoio da Polícia Militar, prendeu, no último sábado (06), em flagrante delito um suspeito, de 76 anos de idade, no exato momento  em que expunha à venda, em um supermercado, na região central da cidade, gêneros alimentícios diversos, como bolachas recheadas, maionese, creme de leite, água de coco. Os alimentos eram impróprios para consumo.

Um inquérito policial já buscava identificar os responsáveis pela comercialização de  produtos alimentícios  impróprios para consumo, noticiado inicialmente pela empresa Nestlé. A Polícia Civil realizou diligências e constatou irregularidades e vícios nas mercadorias. No bojo das investigações, os  comerciantes ouvidos
indicaram o autuado como o distribuidor dos produtos na cidade, o qual, segundo eles, vinha de Anápolis para revendê-los em Vianópolis.

Nesse sábado, um dos comerciantes, ao visualizá-lo na cidade, acionou  a  Polícia  Civil que, com apoio da Polícia Militar, abordou o suspeito e o conduziu à delegacia, onde os representantes da empresa vítima (Nestlé) avaliaram os aspectos formais de  alguns dos produtos da  marca, por se tratar de um desdobramento das  investigações antes iniciadas, tendo apontado categoricamente algumas  irregularidades passíveis de  verificação preliminar, como, por exemplo, a supressão  das marcações de lote de  fabricação e data de validade, a fonte utilizada diferente da utilizada pela empresa, extrapolação do campo
destinado ao registro de tais informações.

Considerando tais afirmações, constantes em relatório da empresa vítima, a  avaliação “in loco” realizada por dois representantes,  que, inclusive, em um primeiro momento, levaram os fatos ao conhecimento da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) reconhecendo vícios  grosseiros nas embalagens, a DP de Vianópolis deu voz de prisão ao investigado por expor à venda produtos impróprios ao consumo.