Polícia Civil prende suspeitos de praticarem assaltos no DF e entorno

651

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira (18), Jefferson Ícaro Soares de Albuquerque, Heber de Oliveira Cavalcante e conduziu o menor K.T.P. até a delegacia de Valparaíso, suspeitos por praticarem assaltos no Distrito Federal e na região do entorno.

A equipe de policiais civis de Valparaíso de Goiás realizava diligências pela cidade, quando se deparou com um veículo Fiat/Palio em atitude suspeita. Ao realizarem a abordagem do automóvel, notaram que a placa que ele ostentava não era correspondente ao chassi e se tratava de um veículo roubado no Distrito Federal, com a placa adulterada.

O carro era ocupado pelos autuados Jefferson, Heber e K.T.P., ao serem indagados sobre os fatos, o menor assumiu a propriedade do veículo, alegando tê-lo comprado pela quantia de R$ 600,00, consciente de sua origem ilícita.

Ainda, foram encontrados dentro do automóvel três aparelhos celulares, que não pertenciam a nenhum dos detidos, os quais ainda afirmaram que não teriam condições de, sequer, desbloquear os aparelhos para que seus respectivos donos fossem identificados.

Em consulta aos antecedentes criminais dos autuados e do menor, verificou-se que todos já haviam se envolvido em situação de roubos e receptação de veículos, sendo que Jefferson e Heber se encontravam em situação de prisão domiciliar decorrente de condenação por estes crimes.  Além disso, os três detidos já haviam sido abordados pela Polícia Civil de Goiás em situação semelhante, juntos, na posse de veículo roubado, tendo o menor assumido o crime para evitar punições severas aos maiores envolvidos.

Jefferson e Heber foram autuados em flagrante pela prática de receptação e corrupção de menores, e K.T.P. respondido a Boletim de Ocorrência Circunstanciado também pela receptação.

A Polícia suspeita que os três envolvidos estejam cometendo roubos e furtos pela região do Distrito Federal e entorno sul, razão pela qual as vítimas que os reconhecerem deverão procurar a delegacia responsável para a devida continuidade das investigações.