Polícia Civil representa e Poder Judiciário manda interditar boate onde ocorreu festa de carnaval em Mineiros

208

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Mineiros, representou nessa segunda-feira (15) pela interdição de uma boate da cidade pelo prazo de 180 dias. A medida foi deferida pelo Poder Judiciário e o proprietário da boate, um homem de 59 anos, foi notificado da decisão judicial pelos policiais civis na manhã desta terça-feira (16). A boate fica na Vila Divino Espírito Santo, em Mineiros.

A medida foi tomada pela autoridade policial devido à aglomeração de pessoas, no período da pandemia, neste local, onde no último domingo (14) houve uma grande festa de carnaval. A festa ocorreu em desacordo com os decretos estaduais que proíbem aglomeração, a fim de evitar a proliferação da Covid-19 (pandemia do coronavírus). A Polícia Civil esteve em diligências, na referida boate em Mineiros, e constatou o desrespeito às regras dos decretos ao verificar que havia dezenas de pessoas sem máscara fazendo uso de bebida alcoólica. No local havia, inclusive, crianças.

Os policiais civis da DP de Mineiros fizeram filmagens da situação e, com isso, representaram junto ao Poder Judiciário, pela interdição da boate (medida cautelar diversa da prisão), o que foi deferido e agora cumprido.