Presas mulheres que vendiam medicamento proibido

2347

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Piracanjuba deflagrou a Operação Dieta de Risco e cumpriu, na tarde de desta sexta-feira (5) mandados de prisão e busca domiciliar expedidos em face de J. M. e A. B. M. em razão da venda de medicamentos de emagrecimento proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A partir de denúncias, a Polícia Civil realizou diversas diligências investigativas que revelaram uma rede de distribuição do medicamentos denominada NATU DIET, cuja comercialização é expressamente vedada pela Anvisa. Além disso, consiste no crime de falsificação ou adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais, cujas penas variam de 10 a 15 anos de prisão.

Os mandados de prisão representados pela polícia foram deferidos pelo Poder Judiciário. A busca e apreensão foi cumprida nos locais de trabalho e na residência das investigadas.

Foram apreendidos, na posse de ambas, grande quantidade de frascos intactos do produto, além de aproximadamente 1.600 cápsulas do medicamento. As autuadas vendiam livremente os remédios por meio de perfis em redes sociais e realizavam a entrega pessoalmente ou por meio de terceiros.

A conduta das investigadas se agrava, uma vez que ambas trabalham em locais relacionados à saúde do cidadão. Enquanto uma é servidora da secretaria municipal de Piracanjuba, a outra é proprietária de uma farmácia da cidade.

Após a prisão, as autuadas foram recolhidas no presídio local, onde permanecerão à disposição da Justiça. A Polícia Civil já identificou outras pessoas que participam desse comércio clandestino e que serão também responsabilizadas pelo mesmo crime.