Preso suspeito de latrocínio em Planaltina

382

A equipe do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Planaltina de Goiás deu cumprimento, nesse domingo (10), ao mandado de prisão preventiva de Bruno Henrique José de Almeida. Bruno foi indiciado pela prática do crime de latrocínio que chocou a cidade.

Imagens de câmeras registraram o momento em que Bruno abordou as vítimas Manoel Pinheiro de Lima Neto e sua filha, quando ambos seguiam para o trabalho. Usando um objeto semelhante a faca, Bruno anunciou o assalto e exigiu que as vítimas entregassem seus pertences, sobretudo, os aparelhos celulares. Manoel reagiu ao assalto e foi golpeado por Bruno no abdômen. A vítima foi levada ao hospital, mas faleceu.

Bruno Henrique fugiu do local, deixando para trás a bicicleta que utilizou para cometer o crime. A Polícia Civil localizou, em um terreno baldio, a blusa de frio e o boné que ele trajava na data do fato, 1º de março, em Planaltina. O material foi recolhido para perícia. O autor chegou a se esconder na zona rural de Flores de Goiás, onde foi preso nove dias depois do crime ao ser detido pelos policiais civis em um assentamento.

O indiciado tem nove passagens pela polícia por roubo e furto.