Preso trio que matou taxista de Quirinópolis para roubar veículo

689

Três homens presos suspeitos de matar o taxista Francirrênio Cabral Martins, de 37 anos, confessaram que esfaquearam a vítima porque ela teria reagido ao assalto, segundo informou o delegado Carlos Roberto Batista. O motorista desapareceu em Quirinópolis, mas seu corpo foi localizado em Rio Verde, cidades localizadas no sudoeste de Goiás e distantes 113 km uma da outra.

De acordo com as investigações, os autores tinham a intenção de roubar, e premeditaram a ação. As circunstâncias que levaram ao latrocínio, no entanto, ainda estão sendo apuradas. O corpo de Francirrênio foi encontrado na quinta-feira (31). De acordo com a polícia, eles chamaram o táxi em Quirinópolis e depois de matar a vítima, seguiram para o Mato Grosso, onde foram detidos com o veículo do taxista.

Francirrênio desapareceu um dia antes. Conforme apurou a Polícia Civil, ele disse que ia de Quirinópolis até Rio Verde para deixar três passageiros. No entanto, não deu mais notícias. Os parentes registraram o desaparecimento dele na noite do mesmo dia. Os três autores devem responder por latrocínio – que é o roubo com resultado morte. Se condenados, podem pegar até 33 anos de prisão.