Presos dois receptadores durante operação em conjunto das Polícias Civis de Goiás e São Paulo

224

A Polícia Civil de Goiás, por meio das Delegacias de Morrinhos e Goiatuba realizaram neste domingo (25) operação em conjunto que resultou na prisão de dois indivíduos (25 e 22 anos de idade) por crime de receptação, cuja pena pode variar de 2 a 4 anos de reclusão.

Nos dias 03, 10 e 13 do mês de abril deste ano, foram realizadas compras de materiais de construção em uma empresa com sede em Pirapozinho (SP) e filiais na cidade de Presidente Prudente (SP), através de boletos virtuais. Acontece que, após as entregas das mercadorias adquiridas, os supostos compradores cessavam contato com a empresa vítima e contestavam a compra, não realizando o pagamento pela mercadoria.

“Eles compravam material de difícil identificação – sem número de série, por exemplo – como ferragens e pisos. Cada compra que eles faziam girava em torno de R$ 70 mil e o horário das entregas era feito sempre no domingo à tarde, propício para não chamar atenção da polícia”, esclarece o delegado Patrick Carniel, de Goiatuba, que trabalhou em conjunto com o delegado Fabiano Jacomelis, de Morrinhos, nesta investigação.

Diante dos fatos e identificada a suposta quadrilha envolvida nas compras, a equipe da Polícia Civil de São Paulo passou a monitorá-los, constatando que eles possuíam base de operações nas cidades do sul do Estado goiano (Morrinhos e Goiatuba), onde eram realizadas as entregas dos materiais.

Foram feitas diligências ontem em Goiatuba e Morrinhos, tendo sido possível confirmar a entrega dos materiais no Setor Cristina Park, Morrinhos, ocasião em que os dois indivíduos foram surpreendidos. Dois veículos foram apreendidos, já que foram utilizados na consumação dos golpes.