Tio é preso suspeito de abuso sexual contínuo à sobrinha, em Goianésia

508

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Goianésia, na tarde desta quarta-feira (20), cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem, 36 anos, suspeito de abusar sexualmente de sua sobrinha. Os crimes aconteceram, de forma continuada, por aproximadamente dois anos, desde quando a vítima tinha 7 anos de idade.

Em fevereiro deste ano, a menina teve coragem e contou sobre os abusos sexuais. Os familiares procuram a delegacia, no início do mês de março e imediatamente foi instaurado inquérito policial para apurar os fatos.

A vítima passou por exame de corpo de delito, no qual o médico legista constatou ruptura himenal. A Polícia civil representou pela decretação da prisão preventiva do investigado, que foi deferida pelo Poder Judiciário e cumprida hoje.

O investigado, em seu interrogatório, negou os fatos. Porém, será indiciado pelo crime de estupro de vulnerável, que prevê uma pena de 8 a 15 anos, aumentada de metade por ser tio da vítima. Considerando que o crime foi continuado, poderá pegar uma pena máxima de aproximadamente 37 anos de prisão.