Três são presos por golpes em supermercados e venda de falsos pacotes de viagem

263

A Polícia Civil de Goiás, por meio do 23º DP de Goiânia, com o apoio do 7º DP, cumpriu, na manhã dessa sexta-feira (21), três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão, na cidade de Trindade/GO, região metropolitana de Goiânia, expedidos em virtude do cometimento de crimes de associação criminosa e de 14 estelionatos eletrônicos.

Segundo o delegado Guilherme Conde, a investigação se iniciou há três meses, após um supermercado do Setor Água Branca, na capital, sofrer um prejuízo de R$ 1.500, após entregar mercadorias a um cliente, mediante a apresentação de comprovante contrafeito. “Os criminosos praticavam duas modalidades de engodo. Uma primeira objetivava lesar supermercados de Goiânia e a segunda, consumidores que adquiriam falsos pacotes de viagem”, explica.

De acordo com as investigações, para enganar os comerciantes, os suspeitos enviavam falso comprovante de transferência bancária, para a aquisição de mercadorias diversas, as quais eram retiradas por motoristas de aplicativo (sem conhecimento dos crimes) e transferidas a endereços ligados aos criminosos.

A segunda modalidade criminosa consistia na venda de falsos pacotes de viagem para a cidade de Caldas Novas/GO. “Os investigados atraíam turistas de todo o país, através de anúncios em redes sociais. Durante a negociação, eram enviados contratos e solicitados os dados das vítimas, certamente para utilização em outras fraudes”, conta o delegado.

Muitas das 14 vítimas só perceberam a prática do golpe ao chegarem na cidade turística e constatarem a ausência de reservas. Estima-se um número superior a uma centena de vítimas espalhadas pelo território nacional.