Três são presos suspeitos de integrar associação criminosa que praticou roubos em Trindade e região

285

A Polícia Civil de Goiás, por meio da 2ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Trindade, entre esta terça e quarta-feira, cumpriu três mandados de prisão preventiva e um mandado de internação de menor infrator. Também foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, nos quais foram apreendidos diversos aparelhos celulares. Os suspeitos foram presos em Trindade, Goianira e Goiânia e algumas diligências investigatórias também foram realizadas em Caiapônia.

A investigação versa sobre a atuação de um grupo criminoso vinculado à ocorrência de cinco roubos a residência e veículos automotores nas cidades de Trindade e Goianira. A Polícia Civil identificou sete membros dessa associação criminosa especializada nessa prática de crime. Entre estes autores, um já havia falecido em um confronto policial em Goiânia no mês de fevereiro deste ano. Outros dois suspeitos já eram investigados pela Polícia Civil do Tocantins pelos mesmos crimes e teriam mandado de prisão expedido no referido Estado. “A PCTO já estava atrás dele, já tinha um mandado de prisão contra ele, e a gente conseguiu fazer a localização e o cumprimento do mandado dele”, afirma o delegado Marcus Cardoso.

Um dos presos tem 23 anos, possui diversos registros criminais, era procurado desde outubro do ano passado e agia sempre de forma violenta. Dois membros do grupo criminoso ainda não foram localizados e encontram-se foragidos.

Os presos foram recolhidos no presídio local e o menor infrator foi encaminhado ao órgão competente à disposição do Poder Judiciário. As prisões foram efetuadas com apoio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), Grupo de Repressão a Narcóticos e equipe da 16ª Delegacia Regional de Trindade.