Superintendente da PRF agradece apoio da PC no caso de policial assassinado

450

prfO superintendente regional substituto da Polícia Rodoviária Federal em Goiás, Álvaro de Resende Filho, encaminhou expediente ao Delegado-Geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio dos Santos, agradecendo o apoio da PCGO nas investigações do caso do assassinato do policial rodoviário federal Adu Celso de Barros, de 42 anos, na cidade de Catalão.

Adu Celso foi morto durante um assalto na frente de sua casa, no dia 03 de outubro deste ano. O crime aconteceu na presença de sua filha, de apenas 11 anos, e causou profunda consternação nos goianos.

Menos de 24 horas depois, diante de um cenário que uniu servidores de diversas forças de segurança – policiais civis, militares, tecnico-científicos, rodoviários federais, bombeiros e agentes penitenciários – os criminosos foram localizados. Um deles morreu em confronto com a PM e o outro foi preso.

Em seu expediente, Resende Filho agradece o “valoroso suporte à elucidação do caso” prestado pela Polícia Civil e conclui, em mensagem ao Delegado-Geral: “Peço que externe meus sinceros agradecimentos a cada um dos policiais civis que estiveram presentes na mobilização em questão, e também àqueles que, independentemente da possibilidade de comparecimento, se sensibilizaram com a ocorrência em comento e o seu trágico desfecho, dedicando qualquer tipo de apoio”.