Operação em Piracanjuba prende grupo vinculado a assassinato ocorrido em outubro passado

294

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Piracanjuba, realizou, nesta segunda-feira (2), a Operação Irmandade, quando cumpriu cinco mandados de prisão temporária em desfavor de quatro homens e uma mulher, com idades entre 20 e 32 anos, por suposta participação em um homicídio ocorrido em Piracanjuba, em outubro do último ano.

Segundo o delegado Leylton Barros, que coordenou as investigações, o crime aconteceu em 27 de outubro último, quando um jovem de 20 anos foi a tiros por dois indivíduos em uma motocicleta. A ação causou revolta entre os moradores, pois ocorreu às margens de um lago da região central de Piracanjuba, muito frequentado por famílias que, inclusive, presenciaram a execução.

A Polícia Civil instaurou o Inquérito Policial e após investigação, identificou e prendeu os dois autores dos disparos, no dia 9 de dezembro do ano passado. As provas indicaram que a morte da vítima foi determinada por um grupo criminoso. O rapaz morto estaria vinculado ao assassinato de um integrante desse grupo.

Apurou-se que tal associação criminosa agia como uma “irmandade”, cujo propósito, além da prática de crimes, era proteger e vingar a morte de seus “irmãos/membros”.

A investigação apontou que as cinco pessoas presas teriam participado no planejamento do delito, além de induzirem e instigarem os autores dos disparos a cometerem o crime. Segundo o delegado, as sete pessoas presas neste caso teriam concorrido, direta ou indiretamente, para o homicídio ocorrido no lago.

Os investigados encontram-se recolhidos na Unidade Prisional de Piracanjuba.