Policiais da 4ª DDP encontram em arquivo ocorrência do desaparecimento de Roberta Jamilly

260

Na busca da proteção à memória documental e histórica da Polícia Civil, os agentes de polícia Marcos Valverde e Bruno Garajau receberam, dos servidores da 4ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, procedimentos policiais de grande valor histórico. Dentre os documentos históricos entregues a equipe está o procedimento policial instaurado no ano de 1981 que investigou o desaparecimento de Aparecida Fernanda Ribeiro, mais conhecida como Roberta Jamilly. O caso ficou conhecido nacionalmente junto ao do garoto “Pedrinho”.

Tal ação foi possível graças ao trabalho de análise e gerenciamento dos arquivos da unidade, elaborado pelo delegado Carlos Caetano Júnior, pelos escrivães Alexandre de Souza Oliveira e Darli Ferreira da Hora e pelo agente Sebastião Guimarães Pereira. Ao iniciar os trabalhos na unidade, eles buscaram o apoio do Arquivo Geral para análise de temporalidade dos documentos e auxílio para guarda e descarte.

O trabalho realizado pela 4ª DDP é visto como um exemplo da importância da gestão correta do acervo documental das unidades. “É muito importante preservar a memória operacional e administrativa da Polícia Civil. Realizar a correta gestão documental e material é garantir a organização do próprio ambiente de trabalho”, comenta o delegado Carlos Caetano Júnior.

Marcos Valverde esclarece que as unidades da Polícia Civil devem realizar análise de seu acervo material e documental e, caso identifique qualquer objeto ou documento de caráter histórico, devem entrar em contato com o Arquivo, o qual enviará equipe para avaliação e recolhimento. Caso alguma unidade tenha dúvidas a respeito deste tema, procure o Arquivo Geral da Polícia Civil, por meio do telefone 62 3201 2721.