Três são presos por uso de documento falso, receptação e adulteração de veículo

508

Os policiais civis do Grupo de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Itumbiara prenderam em flagrante delito Rafael Ferreira Coelho da Silva, 20 anos, Alexandre da Costa Belo, 27 anos, e Willian Gero Nozela Silva, de 30 anos de idade pelos crimes de receptação, adulteração de sinal de veículo automotor e uso de documento falso.

Após a equipe tomar conhecimento de que indivíduos com documentos falsos e caminhões clonados estariam tentando realizar carregamento de carga em empresas de Itumbiara, iniciaram diligências para localizá-los. Horas depois, três pessoas foram flagradas na divisa entre Goiás e Minas Gerais, onde foram abordados com o caminhão suspeito. Ao verificarem os documentos, percebeu-se que eram nitidamente falsos, sendo conduzidos até a sede do grupo especializado.

Foi constatado ainda que o cavalo do caminhão estaria com placas e demais sinais de identificação adulterados, sendo que as carretas possuíam restrição de furto/roubo. Foram constatados ainda indícios de falsificação nos documentos dos veículos.

Dos documentos pessoais, duas CNH´s e um RG foram confirmados como sendo falsos, material e ideologicamente. Também foram apreendidas outras placas avulsas em posse dos investigados e uma caminhonete com restrição judicial.

Dos presos, Rafael Ferreira tinha um mandado de prisão por roubo qualificado oriundo do estado de São Paulo, o qual foi devidamente cumprido. Após lavratura do auto de prisão em flagrante, os investigados foram recolhidos ao presídio regional.

Todos responderão por receptação, adulteração de sinal de veículo automotor e uso de documento falso.