Reforma de Delegacia: 11ª Delegacia de Polícia ganha novo telhado em tempo recorde

293

Os inconvenientes trazidos pelas fortes e incessantes chuvas na nossa região, não poupam nem os prédios da Polícia Civil. As goteiras surgiram com muita intensidade na sede da 11ª Delegacia de Polícia de Goiânia, Jd. Ipiranga. Um problema sério já que atrapalhava  o atendimento às pessoas que recorriam a Delegacia de Polícia para solicitar algum tipo de atendimento, e já ameaçava o arquivo de documentos do prédio.

A solução imediata veio de forma inusitada, superando toda a burocracia que comum à máquina estatal. Com a necessidade da troca do telhado, a delegada titular recorreu a Delegada Geral Adriana Accorsi, que prontamente determinou ao gerente de Apoio Administrativo Financeiro, Delegado Waldson de Paula Ribeiro, os recursos para a compra do material necessário à reforma. Porém, o tempo instável não ajudava a execução da mesma e os problemas continuavam. Eis que o agente de polícia Adriano Marcos Nascimento, lotado naquela delegacia e vendo a urgência da reforma, tomou a iniciativa de resolver definitivamente o problema.

Com a colaboração do pastor da Igreja da Assembleia de Deus do bairro, Pastor Sardinha e do proprietário da empresa Terra Atacadista, articulou com amigos moradores do local e membros da igreja um mutirão para a troca do telhado da delegacia. Para a surpresa de todos, inclusive dos policiais lotados naquela delegacia, a reforma foi realizada em dois dias, sábado e domingo, de forma que quem chegou para trabalhar na 2ª feira(09), encontrou o telhado da delegacia todo trocado e a delegacia limpa, pronta para mais um dia de trabalho.

A delegada titular Alessandra, diante da solidariedade demonstrada pelo policial e  moradores do bairro, resolveu fazer um agradecimento público a comunidade e teve a colaboração do Sindicato dos Delegados, que possibilitou a realização de um café da manhã aos parceiros. Lembrou ainda que um outro agente, Marcos Mendanha deu sua colaboração transportando as telhas para que fosse possível a realização do mutirão.

A Delegada Geral Adriana Accorsi fez questão de prestigiar o café da manhã e enaltecer tanto o trabalho dos policiais,  que mesmo não estando em horário de trabalho e nem sendo suas atribuições, trabalharam na reforma com total dedicação, e um alto grau de envolvimento e compromisso com o bem público; bem como, o trabalho e a colaboração dos moradores e integrantes da igreja, compromissados com os problemas locais, e dando lição de espírito de cidadania. Adriana chamou a atenção dizendo que este sim é o verdadeiro espírito de polícia comunitária, pois a integração da comunidade e da polícia se deu na prática. Todos exercendo a máxima do Art. 144: “Segurança Pública responsabilidade do Estado, direito e dever de todos”.

Geralda Ferraz

Escrivã de Polícia