Com 12 facadas: GIH de Águas Lindas conclui inquérito de crime de tentativa de homicídio

481
marcos
Marcos Borges dos Santos

O Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal, finalizou, em tempo recorde, as investigações sobre a tentativa de homicídio qualificado contra Maria Reijany Sousa Pereira, ferida com 12 golpes de faca, no dia 31 de maio deste ano. O autor, Marcos Borges dos Santos, foi preso nove dias depois do crime.

De acordo com as investigações, coordenadas pelo delegado Cléber Júnio Martins, Marcos planejou matar Reijany, por quem nutria um amor não correspondido. Vítima e autor tinham uma relação de proximidade. Marcos, inclusive, frequentava a casa de Reijany, para quem realizava pequenos serviços.

Segundo o delegado, a mulher não sabia do sentimento nutrido pelo conhecido, que não aceitou a hipótese de Maria se relacionar com outro homem. No dia do crime, Marcos se armou de uma faca e entrou pelo telhado da casa da vítima. Antes de golpeá-la, ele teria passado alguns minutos contemplando o sono de Maria.

Consta nos autos que Marcos ficou nu no momento do crime, para evitar que suas roupas se manchassem com o sangue da mulher. Após o primeiro golpe, Maria acordou e lutou com o agressor e, mesmo golpeada outras onze vezes, conseguiu escapar e pedir ajuda a um vizinho, que a levou para o hospital.

Marcos, então, empreendeu fuga, motivando a representação por mandado de prisão preventiva, cumprido no dia 9 de junho. O inquérito foi concluído no mesmo dia e encaminhado ao Poder Judiciário local. Além do delegado Cléber Júnio, participaram da ação os agentes Guilherme e Robson e o escrivão Leandro.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / GIH / Águas Lindas