Águas Lindas: Polícia Civil prende criminosos que agem com crueldade com as vítimas

633

Rafael eJonathan observados por Fernando Augusto

Rafael Mesquita Vieira e Jonathan Reis de Sousa foram presos por Policiais Civis de Águas Lindas de Goiás, suspeitos de terem assassinado o menor Antônio Roney Ferreira da Silva, de 17 anos,em agosto do ano passado, naquele município. Eles aparecem em uma gravação de monitoramento interno de um estabelecimento comercial no momento em que executavam a vítima, desafeta de ambos, com um tiro na nuca. O disparo que matou o jovem foi efetuado por Rafael Mesquita, que, não satisfeito, ainda disparou vários vezes contra Roney e ainda lhe deu pontapés. Depois, Rafael e seu comparsa Jonathan Reis saem tranquilamente do local do crime.

Os dois presos, sobre os quais pesam acusações de vários outros crimes na cidade, integram uma quadrilha que atua num dos bairros ais violentos de Águas Lindas. A periculosidade de Rafael e Jonathan pode ser medida pela participação de ambos num dos mais bárbaros crimes cometidos no município, quando participaram, juntamente com outros membros da quadrilha, do assassinato de um traficante rival, que teve a cabeça arrancada. Não satisfeitos e com o objetivo de se mostrarem cruéis, os dois expuseram a cabeça da vítima em uma parada de ônibus, num dos pontos mais movimentados do referido bairro.

Segundo Fernando Augusto Lima da Gama, Titular da 17ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), sediada em Águas Lindas de Goiás, diversas denúncias apontam Rafael Mesquita e Jonathan também como traficantes de drogas no Bairro Jardim da Barragem II e Cidade do Entorno. Desta forma, os dois passaram a ser objetivos de novas investigações por parte da Polícia Civil. “Eles são de alta periculosidade, estão o tempo todo armados e fazem ameaças constantes a moradores daqueles bairros”, assinalou Fernando Lima.  

                                                               Preso autor de homicídio de idoso

Sérgio Fernando da Silva, de 72 anos, teria um relacionamento amoroso com a esposa de Francisco Márcio Ferreira, seu amigo de longa data. Esse foi o motivo que provocou  a morte do idoso no último dia 11, no Setor Solar da Barragem, em Águas Lindas de Goiás. O autor Francisco Ferreira, enciumado, não teve piedade da vítima e a matou a golpes de enxada na cabeça.  

Francisco, o autor, e a vítima, no detalhe

Ao ser interrogado pelo Delegado Fernando Augusto Lima da Gama, Titular  da 17ª Delegacia Regional de Polícia, de Águas Lindas de Goiás, Francisco Márcio Ferreira afirmou que a própria vitima confirmou o relacionamento com sua esposa, quando os dois, horas antes do crime, bebiam juntos em um bar.

Logo após o crime, Francisco Ferreira fugiu e permaneceu escondido na cidade, pois a sua intenção era localizar e matar companheira. As investigações levaram a Polícia Civil a localizar e prender o autor numa feira, próximo ao shopping da cidade, num dos momentos em que achava que não seria encontrado. Ele confirmou que pretendia matar a sua companheira e em seguida fugir para outra cidade.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / Águas Lindas de Goiás