Álvaro Cássio, novo delegado geral da Polícia Civil, toma posse

660
IMG_0479
Ao centro, Álvaro Cássio, José Eliton e João Carlos Gorski

Tomou posse, oficialmente, na manhã desta terça-feira (1º), o novo delegado geral da Polícia Civil de Goiás, Álvaro Cássio dos Santos, que exercia a função de delegado regional de Anápolis. A posse aconteceu no auditório da Secretaria de Segurança Pública, que ficou lotado de agentes, delegados e escrivães. Na cerimônia, o novo delegado geral falou dos desafios do cargo.

“Assumimos a direção da Polícia Civil num momento delicado, quando a sociedade quer respostas. Por isso, precisamos de ações emergenciais”, disse Álvaro, que anunciou ainda os dois novos ocupantes dos outros dois maiores cargos da instituição: o delegado Marcelo Aires, na Delegacia Geral Adjunta, e Ricardo Chueire, na Superintendência de Polícia Judiciária.

Na oportunidade, o delegado João Carlos Gorski, que deixa o cargo, agradeceu aos componentes da Polícia Civil e reiterou que viveu momentos de alegria e tristeza, enquanto coordenador da instituição. “Peço que deem ao doutor Álvaro o mesmo carinho e respeito que deram a mim”, falou ele, que chefiou a Polícia Civil nos últimos três anos.

O vice-governador de Goiás e secretário de Segurança Pública, José Eliton, elogiou o legado deixado por Gorski, assim como o trabalho desenvolvido pelo delegado Deusny Aparecido, que deixa o cargo de delegado geral adjunto. “Não abro mão de sua competência no governo”, falou Eliton a Aparecido, que assistia à cerimônia da plateia. Em seu discurso, o secretário pontuou a necessidade de respostas à sociedade.

Perfil
Álvaro Cássio dos Santos, 58 anos, é natural de Itapuranga. Graduado em Direito, especialista em Direito Administrativo, Constitucional, Penal e Processual Penal. Está há 35 anos na Polícia Civil. É delegado de classe especial. Foi delegado regional em Aparecida de Goiânia de 2000 a 2011; foi superintendente de Polícia Judiciária em 2011/2012; foi delegado geral adjunto em 2012; e delegado regional em Anápolis entre 2012 e 2016. É casado e pai de três filhos.

Leia na íntegra o discurso do novo delegado geral:

Senhoras e Senhores,

Olhando em direção a vocês, vejo muitos dos colegas que ajudaram a construir minha história dentro da Polícia Civil e com satisfação noto que tive o privilégio de consolidar verdadeiras amizades nesta instituição.

Juntos, contamos uma história de luta e de muito amor à Polícia Civil. Foi uma história construída com muito esforço e dedicação de cada um na busca da Justiça.

Vejo também, com muita alegria, colegas de tempos mais recentes, jovens que estão praticamente no começo de uma carreira que é um verdadeiro sacerdócio. Conviver com vocês tem sido também um aprendizado, porque vocês demonstram garra e determinação.

O sucesso profissional está na paixão pelo trabalho e posso assegurar que esse sentimento está sobrando em cada um dos novos Delegados, Agentes, Escrivães e Papiloscopistas que compõe essa família chamada Polícia Civil.

Senhor Secretário!, Não escondo a satisfação de poder trabalhar com esses valorosos policiais goianos. Eles são, como o senhor verá, os melhores do país. Dedicados, honestos, trabalhadores, profissionais e comprometidos com o que fazem.

Ser Policial Civil não é fácil. Temos uma missão dura no dia-a-dia e somos cobrados por resultados o tempo todo. A sociedade nos cobra firmemente e nós temos nos empenhado para dar as respostas necessárias.

Alcançamos a Direção Geral da Polícia Civil num momento em que a segurança pública passa por um momento delicado, reflexo do que acontece em todo o Brasil. E sabemos que em determinados momentos precisamos de ações enérgicas.

Como Policial Civil há mais de trinta anos, tendo sido Agente de Polícia e depois Delegado, tenho consciência da responsabilidade que é dirigir esta Instituição, à qual cabe zelar pela segurança das pessoas.

Aceitei o desafio de conduzir a Polícia Civil neste momento de cobranças das ruas e tenho absoluta convicção de que cada um de nossos servidores será um bravo e destemido policial na busca da paz e da segurança que todo cidadão merece.

Sei ainda que o momento exige integração total com a Polícia Militar e demais forças que compõem a segurança pública de Goiás. De minha parte pode ter certeza que o espírito é de somar esforços. Temos de estar unidos contra a criminalidade. Juntos somos mais fortes.

Nessa etapa que começa com o Vice-Governador José Eliton à frente da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, juntaremos nossas forças e mostraremos àqueles que vivem à margem da ordem que o Estado-Lei deve ser respeitado.

Quero destacar que a confiança em mim depositada pelo secretário, segundo homem na hierarquia do governo, muito me honra. O convite que me foi feito também me traz uma imensa responsabilidade. Sou consciente disso e estou pronto para a difícil missão que me aguarda. Para tanto, cada um de vocês será peça fundamental para o sucesso desta missão.

O projeto de segurança traçado pelo Secretário e pelo Governador Marconi Perillo alia gestão e operacionalidade. Gestão para garantir que os recursos sejam aplicados da melhor forma e com resultados efetivos para a população. Operacionalidade no sentido de incentivar, apoiar, executar e respaldar as ações policiais que tragam a tranquilidade para Goiás.

Assim, todos aqueles que desejam participar desse projeto, serão bem vindos. Já temos grandes parceiros, como o Ministério Público, o Judiciário e a Sociedade Civil Organizada. Faremos ainda tantas outras parcerias quanto necessárias para que possamos prestar um serviço cada vez melhor à população.

Das entidades de classes, Adpego, Sindepol, Sinpol, Ugopoci e Appego, tenho a certeza de que terei todo o apoio, assim como da co-irmã Polícia Militar, dos Bombeiros, da Polícia Técnica-Científica e de todos os servidores do Sistema Prisional.

Estaremos sempre abertos para o diálogo na busca das soluções que possam refletir de forma positiva na segurança pública. E não mediremos esforços no cumprimento de nossa missão Constitucional de investigar.

Agradeço aqui a todos os colegas que vem construindo a Policia Civil ao longo de todos esses anos. Pessoas de grande e inestimável valor como o Dr João Carlos Gorski, em nome de quem agradeço a todos os colegas que já contribuíram e continuarão trabalhando para a grandeza de nossa Instituição.

Aproveito também esse momento para pedir uma dose a mais da compreensão dos meus familiares, no sentido de entender que a restrição de tempo em casa será maior a partir de agora.

Se meu tempo familiar já era pequeno enquanto Delegado Regional de Polícia, a partir de hoje será ainda menor. É que o trabalho desta vez tem uma dimensão mais grandiosa.

Finalmente, não poderia encerrar sem fazer aqui um agradecimento especial aos Policiais Civis da 3ª Delegacia Regional de Anápolis e da 2ª Delegacia Regional de Aparecida de Goiânia, pelo apoio recebido no tempo em que estive à frente destas unidades.

Se estou assumindo hoje o mais importante posto de Direção da Polícia Civil é porque vocês ajudaram a construir o caminho que me trouxe até aqui. Sou muito grato a vocês!

Obrigado a todos!