Denarc faz apreensão de 600 Kg de maconha. Droga pertence a um traficante preso na POG

318
Droga apreendida pelos Policiais Civis

A Polícia Civil, por meio do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), apreendeu 600 kg de maconha em uma casa no Parque Industrial Santo Antônio, em Aparecida de Goiânia. Duas pessoas foram presas. Segundo a polícia, o tráfico é comandado de dentro da Penitenciária Odenir Guimarães (POG). O delegado da Denarc responsável pela apreensão, Odair José Soares, afirma que os detentos se organizam em forma de consórcio para comprar grandes quantidades de entorpecente por preços mais baixos no Paraguai e, depois, revendem.

Odair explica que, assim que a droga chega a Goiânia, é dividida para cada traficante, que vende a sua parte. De acordo com ele, a droga apreendida neste fim de semana pertence a um dos presidiários que participa do consórcio. O grupo chefiado por esse detento alugava duas casas, uma ao lado da outra. Parte da residência servia de moradia para os traficantes e a outra, como depósito para a mercadoria.

O chefe do consórcio, segundo o delegado, também está detido na POG e de lá coordena o esquema: “Tudo através de visitas, telefonemas, até de tablets, via internet. Ele comanda tudo lá de dentro. O gerente do esquema cumpria todas as ordens aqui fora, fazia as entregas sempre no atacado”. Além do homem considerado o gerente da quadrilha, o auxiliar dele também foi preso.

Odair também explicou que a entrega era feita “ora de moto, ora de carro, ora de bicicleta para não chamar a atenção”. “Quando era grande quantidade, mais de 40 quilos, eles não levavam para ninguém na porta. Levavam até um posto de gasolina nas proximidades do Parque Industrial, aproveitando-se sempre do horário de pico para fazer a entrega, detalhou o titular da Denarc.
A dupla presa vendia em média uma tonelada de drogas por mês. O entorpecente era distribuído em Goiânia, Aparecida e, algumas vezes, em Brasília (DF).

De acordo com Odair, além do responsável pelos 600 quilos de maconha, a polícia já identificou outros dois presidiários que participam do consórcio na compra de grandes quantidades de drogas. Assim que as investigações forem finalizadas, eles deverão ser apresentados. A dupla detida foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e deve ser encaminhada na terça-feira (4) para o presídio.

Fonte: G1