Na cadeia: Autora de furto de arma e valores é presa por Policiais Civis de Goianira

359
suedina_goianira
Suedina de Sousa disse ter mágoa dos patrões

Policiais Civis de Goianira prenderam, no dia 26 de agosto, Suedina de Sousa, investigada por furtar de seus patrões R$ 10 mil e uma pistola calibre 380. De acordo com as investigações, Suedina era babá da filha do casal havia três anos, e valeu-se da confiança depositada pelos empregadores para subtrair a arma e o dinheiro.

Segundo o delegado Vinícius Telles, o dinheiro e arma ficavam guardados em local sigiloso, aonde apenas o casal e a investigada tinham acesso. Após o início das investigações, a indiciada, na tentativa de confundir a polícia e os patrões, enviou mensagens de celular anônimas para o casal, ameaçando-o de morte e afirmando que o autor do fato “havia pulado o muro e entrado na casa pela sacada”.

Tal versão, imaginou Suedina, poderia direcionar as suspeitas para alguém estranho ao convívio dos ofendidos. Os patrões chegaram a acreditar na hipótese e ficaram temerosos com a possibilidade de agressão. Entretanto, procedidas as entrevistas e oitiva formal da investigada, a equipe policial rapidamente percebeu o álibi por ela criado. Em cumprimento a mandado de busca e apreensão decretado pela justiça, os policiais encontraram, na residência de Suedina, o aparelho telefônico usado para enviar as mensagens ameaçadoras, além de boa parte do valor subtraído.

Diante desses elementos, a suspeita acabou confessando o crime. À Polícia Civil, ela disse que nutria rancor pelos patrões e, por isso, apoderou-se do dinheiro. Segundo ela, a arma teria sido jogada no lixo. Como não acreditou nessa versão, a polícia prossegue as buscas no sentido de localizar a pistola furtada. Suedina foi presa preventivamente pela conveniência da instrução criminal, na medida em que estava ameaçando as vítimas. Ela foi indiciada por furto qualificado e porte ilegal de arma de fogo. Se condenada, sofrerá pena de reclusão de quatro a doze anos, mais multa.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Goianira