Balanço DICT: Mais de 450 autuados por embriaguez em 2015

633
Delegada Caroline Paim.
Delegada Caroline Paim.

A imprudência dos motoristas é um problema grave e que provoca inúmeros danos à sociedade. A opinião é da Delegada Caroline Paim, adjunta da DICT (Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito de Goiânia), para quem a conscientização é o melhor caminho na busca pela redução da violência no trânsito. “Infelizmente os motoristas ainda não se conscientizaram da importância de se respeitar a legislação, principalmente a lei seca”, comenta ela.

Caroline destacou que no ano passado 457 pessoas foram autuadas em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante somente na Capital. A DICT ainda registrou cinco tentativas de homicídio e um homicídio consumado na direção de veículo automotor, situações em que o agente embriagado teria atuado com o chamado dolo eventual, isto é, quando o autor assume o risco de produzir o resultado morte. “Além desses casos, claro que temos uma quantidade muito grande de homicídios culposos”, completa a delegada.

Em 2015 a DICT também esteve empenhada em participar do projeto das audiências da “Justiça Terapêutica”, junto à 12ª Vara Criminal de Goiânia. “São audiências coletivas para autuados em embriaguez que não se envolveram em acidentes com vítima, cujo objetivo principal é conscientizar e esclarecer a respeito dos aspectos legais do crime”, explica Caroline.

Para 2016, a delegada diz esperar “mais responsabilidade dos motoristas”, o que certamente irá refletir na redução do número de acidentes.