Estelionatária é presa em banco pela Polícia Civil enquanto a vítima denunciava o golpe

381

Suspeita foi presa  no momento em que tentava sacar dinheiro

Uma mulher de 37 anos foi presa suspeita de aplicar golpes em Goiânia, na terça-feira (29). Ela foi flagrada ao encontrar com a própria vítima quando tentava sacar parte de um empréstimo de R$ 25 mil em um banco. Os documentos que a suspeita usava tinham a foto da autora, mas o nome e dados da vítima. Diante das duas pessoas com o mesmo nome, o banco acionou a polícia.

O caso foi encaminhado para o 8º Distrito Policial, no Setor Pedro Ludovico. Segundo o delegado que investiga o caso, Waldir Soares de Oliveira,  a suposta golpista usou os dados da vítima, conseguidos no fim de dezembro, para falsificar uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Com o documento, ela abriu uma conta bancária e adquiriu um empréstimo.

“Conseguiu ir até uma agência bancária, abrir uma conta corrente, foi até empresas que emprestam dinheiro, realizou duas tentativas e em uma delas foi realizado o empréstimo de 25 mil. Com o depósito, ela foi ontem lá [no banco] para sacar. Para a surpresa dela, a vítima estava no local”, relata o delegado Waldir Soares.

O encontro foi uma coincidência. A vítima foi até o local para comunicar o banco sobre o fato de alguém ter utilizado o nome dela para tentar aprovar um empréstimo.  Segundo informou à Polícia Civil, ela não teve nenhum documento roubado recentemente, o que alerta as pessoas que, mesmo sem imaginar, podem ter os dados pessoais usados por golpistas. “Não deixe cópias de documentos em quaisquer locais, porque o bandido  aproveitará qualquer oportunidade”, recomenda o delegado.

A suspeita vai responder por estelionato, falsidade ideológica e uso de documentos falsos, podendo pegar até 15 anos de prisão. A Polícia Civil investiga se a mulher agia dentro de uma quadrilha e quem seriam os outros integrantes do grupo.

Fonte: G1/GO