Camaroneses são presos em Itumbiara com material para falsificação de notas

489
camaroneses
Material apreendido com dupla camaronesa

Dois camaroneses foram presos na tarde da última quarta-feira (26) em Itumbiara a 204 quilômetros de Goiânia, por policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI) com materiais para a produção de dinheiro falso.

Segundo o delegado Rogério Moreira Silva, os homens que têm nacionalidade de Camarões (país africano) foram identificados como Gislain Dieu Ne Dort Mbopuda Tabue, de 35 anos, e Nkongne Tankou Raymond, de 34 anos. Com os dois foram apreendidas cédulas matrizes de 50 e 100 reais de papel moeda, além de materiais utilizados para a fabricação e adulteração de papel moeda nacional, como produtos químicos, mascara e luvas.

Ainda conforme a polícia, a suspeita é de que os dois indivíduos tinham a intenção de fazer um derrame de moedas falsas no comércio da cidade, devido ao crescimento comercial do fim de ano, ou praticar estelionato com o golpe ‘3 por 1’ que consiste em trocar o dinheiro verdadeiro pelo falso na proporção de 3 para 1, através de uma estória bem criativa.

Os dois estrangeiros foram detidos e conduzidos à sede do GEPATRI, onde foram autuados em flagrante pelo crime de possuir materiais para falsificação de moeda, em que a pena máxima pode chegar a 12 anos de prisão, sem direito a fiança. Após ser realizado o flagrante, os camaroneses foram encaminhados ao Presídio Regional do Sarandi, onde se encontram a disposição da justiça.

Texto: Diário da Manhã
Foto: Polícia Civil / GEPATRI / Itumbiara