Conheça a história da Agente de Polícia Célia Cristina no livro Mulheres de Delegacia

302
Célia Cristina - Agente de Polícia

Sou Agente de Polícia de Classe Especial e tenho muito orgulho da minha profissão

Neste ano completarei 30 anos de serviços prestados à Polícia Civil. Agradeço primeiro a Deus, depois minha família, meus chefes e colegas que me ajudaram nestes longos anos de serviço.

Sempre trabalhei como qualquer policial do sexo masculino, ou seja, nunca fiquei vigiando viatura. Minha vida profissional é muito gratificante, pois conheci pessoas que, ao longo do tempo, deixaram de ser colegas e passaram a ser “amigas”, os quais  “guardo do lado esquerdo do peito, dentro do coração”.

Como Agente de Policia ingressei,  na Polícia Civil em julho de 1982, após ser aprovada em concurso público. Meu primeiro local de trabalho foi o 4º Distrito Policial de Goiânia. Logo após fui para a Delegacia Geral de Polícia de Goiânia, onde foi instalada a base da RONDA, que realizava um excelente  serviço policial ostensivo e preventivo. Trabalhei no plantão da Delegacia da Mulher, que na época funcionava no Setor Bueno, no Posto Policial do Hospital Geral de Goiânia, 13º Distrito Policial, Delegacia de Menores, Delegacia de Narcóticos, Delegacia Metropolitana, DECON; DEIC e atualmente estou na Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores.