Criada a Federação Nacional dos Delegados de Polícia. Dois goianos estão na Diretoria

498

Diretoria da Federação Nacional  dos Delegados de Polícia  e outros Delegados do Brasil que ajudaram a fundar a Entidade

Idealizada há cerca de três anos, a Federação Nacional dos Delegados de Polícia (FENDEPOL) foi fundada no último dia 06 de junho de 2013, em Brasília, em área de escritório do Hotel Bonaparte, estando presentes representantes dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Goiás, Paraná e Santa Catarina. Delegados de Polícia de todo o Brasil realizaram diversas reuniões em vários Estados para a concretização desse grandioso projeto.

Em 2011, o Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de São Paulo,  George Henrique Melão, realizou o primeiro encontro em seu Estado de origem para a criação da FENDEPOL. A partir daí, vários encontros foram realizados nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e Paraná.

Finalmente, no último dia 06, em Brasília, os representantes sindicais fundadores da FENDEPOL aprovaram o estatuto, elegeram e deram posse à nova diretoria. O representante da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Santa Catarina,Carlos Diego de Araújo, prestigiou o evento e demonstrou seu interesse de que, formalizado no Ministério do Trabalho o registro do Sindicato dos Delegados de Santa Catarina, certamente irá participar da federação.

Espera-se também que, em breve, façam parte da Federação os Sindicatos dos demais Estados que já possuem registro sindical no Ministério do Trabalho. A criação da Federação Nacional dos delegados de Polícia objetiva estruturar e fortalecer em todo o Brasil as entidades sindicais representativas dos Delegados de Polícia, possibilitando, em pleno século XXI, enfrentar novos desafios das Polícias Civis e dos Delegados dos Estados e do Distrito Federal .

A FENDEPOL tem status de representação nacional, não visa lucros e estará lutando ao lado de outras Entidades, como a Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (ADEPOL), parceira que muito honra a todos os Delegados de Polícia do Brasil.  Com a criação da FENDEPOL, os Sindicatos   e os Delegados, que constituem “categoria profissional” no rol de profissões do MTE, não podem ser representados mais, nem de fato e nem de direito, por qualquer outra entidade.

Os representantes dos seis Estados escolheram por unanimidade a nova direção para a Diretoria Executiva e Conselho Fiscal para o próximo triênio. A Polícia Civil do Estado de Goiás está representada  na Federação Nacional dos Delegados de Polícia pelos Delegados de Polícia Joaquim Filho Adorno Santos, titular da Delegacia Regional de Polícia de Formosa, eleito Secretário Geral da Federação, e por Rodrigo Mendes de Araujo, titular da Delegacia Regional de Luziânia, eleito Vice Diretor de Finanças.

A Diretoria Executiva da FENDEPOL está assim constituída: Presidente: José Paulo Pires (RJ) – 1º Vice-Presidente: João Nazareno Nascimento Moraes (PA) – 2º Vice-Presidente: Claudio Marques Rolin e Silva (PR); Secretário Geral: Joaquim Filho Adorno Santos (GO); 1º Secretário: Leonardo Affonso Dantas dos Santos (RJ); 2º Secretário: Luiz Carlos Almeida (SP); Diretor de Finanças: Ronaldo Cardoso Alves (MG);  Vice Diretor de Finanças: Rodrigo Mendes de Araújo (GO); Diretor para Assuntos Jurídicos: José Carlos Cruz (PR); Diretor para Assuntos Parlamentares: Edson José Pereira (MG); Diretor de Comunicação Social: George Henrique Melão Monteiro (SP); Diretora de Eventos: Maria José Santa Maria Moraes (PA).

Como membros do Conselho Fiscal: Presidente: Ruchester Marreiros Barbosa (RJ); Membro Titular, Marco Antônio de Paula Assis (MG); Membro Titular, Tatiana Barbosa (GO). Suplentes: Mozart Rocha Gonçalves (PR); Ariovaldo Félix de Melo (SP); e João de Lima Paiva (PA). Novos cargos ainda serão criados e preenchidos com os novos colegas que irão se filiar, por meio de seus sindicatos. Na opinião do Delegado Joaquim Adorno, a criação da FENDEPOL representa mais uma vitória da Polícia Civil do Brasil e mais uma grande conquista dos Delegados de Polícia do Brasil.