Deam de Goianésia prende pastor que abusou de criança de 7 anos

458
Delegada Poliana Bergamo, responsável pelo Inquérito.
Delegada Poliana Bergamo, responsável pelo Inquérito.

Policiais civis da Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) de Goianésia prenderam na terça-feira (05/01) o pastor W. A. S., de 43 anos, acusado de estuprar uma menina de apenas 7 anos. De acordo com a Delegada Poliana Bergamo, os pais da criança teriam deixado a menina com o suspeito nos dias 02 e 03 de janeiro deste ano, datas em que o crime teria sido praticado. “Ele aproveitou-se da credibilidade depositada pelos pais na sua condição social de pastor para abusar de uma criança inocente”, afirmou a delegada.

O pastor foi preso preventivamente e confessou o abuso, alegando que cometeu o delito em um “momento de fraqueza”. De acordo com a delegada, ele pediu perdão e admitiu ainda que já havia abusado sexualmente de uma enteada há aproximadamente 6 anos. Dois inquéritos foram instaurados para apurar os episódios e o homem será indiciado por estupro de vulnerável.

Poliana Bergamo destacou o empenho da equipe da Deam para esclarecer o caso com celeridade: “Quero registrar o bom trabalho feito pelos investigadores Elton Alexsandre, Maico Lima e Ferderico Bastos”, comentou.