DEAM de Goianésia realiza balanço de atuação em 2014. Média é de 4 ocorrências por dia

273
poliana
Delegada Poliana Bergamo

A Delegacia Especializado no Atendimento à Mulher (DEAM) de Goianésia acaba de finalizar um balanço sobre o atendimento prestado à população em 2014, ano em que foi efetivamente criada. Ao todo, foram formalizados 975 procedimentos. Proporcionalmente, isso é o mesmo que dizer que 15 entre cada mil habitantes passaram pela delegacia. Este número representa uma média de 81,25 atendimentos por mês, aproximadamente 20 ocorrências por semana ou quatro por dia.

Outro dado importante mostra que 95 pessoas foram presas em flagrante delito ou em virtude de mandado judicial. Entre os crimes que mais foram registrados estão ameaça (36,2%); injúria (23,6%); lesão corporal (15,6%) e estupro (3,3%). Merece destaque as cinco tentativas de homicídio, sendo três casos decorrentes de violência de gênero, em que o autor era companheiro da vítima.

Segundo a delegada titular Poliana Bergamo, no decorrer do ano de 2014, várias casos foram solucionados, alguns de repercussão nacional, como a prisão de um médico ginecologista acusado de abusar sexualmente de suas pacientes. “Destacamos ainda a operação de combate à pedofilia, oportunidade em que quatro pessoas foram presas”, emenda a delegada.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Diário Goiano