Decon e Celg: Operação Apagão combate furto de energia em Goiás

398

operação apagãoA Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), em parceria com a Celg, realizou, nesta quinta-feira (2), a 4ª Etapa da Operação Apagão, que consiste numa ação conjunta com objetivo de combater o furto de energia no Estado de Goiás. Na ocasião, diversos estabelecimentos comerciais nas cidades de Goiânia e Aparecida de Goiânia foram fiscalizados.

O proprietário de um lava-a-jato, no Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia, foi preso em flagrante pela prática do crime de furto de energia elétrica. Outros estabelecimentos comerciais, como um salão de eventos situado no Setor Sul, bares localizados no Setor Marista e Setor Oeste, distribuidoras de bebidas e lanchonetes também foram alvos da operação.

Segundo o delegado Frederico Maciel, em alguns estabelecimentos, foram detectadas ligações diretas, ou seja, o consumo de energia elétrica sem um relógio medidor de energia, razão pela qual serão instaurados inquéritos policiais para apuração da conduta, em tese, criminosa. “Trata-se de uma ação repressiva ao crime de furto de energia, com intuito de desonerar os consumidores, uma vez que estes, juntamente com a CELG, arcam com o prejuízo causado pela prática criminosa”, disse o delegado.