Deic apresenta suspeitos de furto a fazenda de senador goiano

448
IMG-20151221-WA0016
Grupo confessou furto a fazenda

A Polícia Civil apresentou, na manhã desta segunda-feira (21), a quadrilha suspeita de ter praticado furto na fazenda do senador Wilder Morais, no município de Santo Antônio de Goiás, ocorrido no final de 2014. Ao todo, seis homens e três mulheres foram presos pelo Grupo de Repressão a Roubo de Residências da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), coordenado pelo delegado Maurício Kai.

De acordo com as investigações, os suspeitos integravam uma quadrilha especializada em práticas de crimes na zona rural de Goiás. Junto com os suspeitos, foram apreendidos maquinários agrícolas e eletroeletrônicos e uma televisão de 70 polegadas. As prisões ocorreram no dia 17 de dezembro, no Jardim Imperial, Jardim Ipanema, Jardim Escala, em Trindade; e no Residencial Cidade Verde, em Goiânia.

Os nove mandados de prisão e quatro mandados de busca de apreensão foram cumpridos com o apoio do Grupo Tático 3 (GT3). Ao todo, seis equipes se empenharam na captura dos envolvidos. Os suspeitos não apresentaram resistência durante a abordagem e confessaram a prática do furto na fazenda do político goiano. A ação dos bandidos foi flagrada por câmeras de segurança, o que facilitou a identificação dos autores.

Segundo o delegado Maurício, os envolvidos são parentes. “Alguns deles são membros da mesma família e praticavam os crimes aleatoriamente, principalmente quando identificavam que a propriedade estava sozinha e possuía objetos de valor”. Kai já representou pela prorrogação da prisão temporária, com o intuito de manter a a associação criminação presa para a conclusão do inquérito.

Veja o vídeo do momento das prisões: