Deic prende grupo suspeito de falsificar passaportes europeus

476
delegado kleyton
Delegado Kleyton Manoel Dias

Seis pessoas foram presas pelo Grupo Antissequestro da Delegacia de Investigações Criminais (GAS/Deic) por integrar uma quadrilha suspeita de falsificar passaportes europeus, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o grupo, apresentado nesta segunda-feira (27), cobrava até 10 mil euros pelo trabalho, que consistia em simular a descendência do interessado com um antepassado que, de fato, viveu no país em questão.

A polícia identificou clientes de nações como Espanha, Inglaterra e França. O delegado Kleyton Manoel Dias, responsável pelo caso, informou que a quadrilha foi detida na casa de um dos integrantes, na sexta-feira (24). Um dos suspeitos havia chegado recentemente do Reino Unido, onde havia entregado um serviço solicitado.

Diversos documentos falsificados foram apreendidos. Entre eles, certidões de nascimento, de casamento e de inteiro teor, além de escrituras públicas. “A falsificação era feita pelos próprios falsários”, afirma o delegado. Para a polícia, o grupo pode ter envolvimento com criminosos que foram presos no ano passado, no Reino Unido. Um caso similar também foi registrado em Minas Gerais.

“Vários brasileiros podem perder o passaporte. Entraremos em contato com a embaixada de cada país e, com certeza, quem estiver envolvido no esquema, perderá seu passaporte”, garante o delegado. Os suspeitos devem ser indiciados por falsificação de documento público, estelionato e organização criminosa. Se condenados, podem pegar uma pena de até 30 anos.