Delegada goiana é convidada a falar na CPI de crimes cibernéticos

685
Delegada Mayana Rezende, chefe do GREF/DEIC.
Delegada Mayana Rezende, chefe do GREF/DEIC.

A delegada Mayana Rezende, chefe do GREF (Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes), da DEIC, foi convidada para falar à CPI dos Crimes Cibernéticos da Câmara dos Deputados em audiência a ser realizada no próximo dia 19 de novembro.

O autor do requerimento foi o deputado federal Rodrigo Martins (PSB-PI), que justificou o convite destacando investigações presididas pela delegada e que desbarataram uma quadrilha especializada em golpes pela internet. O trabalho do GREF já havia sido destaque no programa “Profissão Repórter”, da Rede Globo, no último dia 29 de setembro.

Mayana Rezende afirmou que foi pega de surpresa com o convite: “Não estava esperando, mas é evidente que fiquei muito feliz. Eu interpreto isso como um reconhecimento ao trabalho sério que vem sendo desenvolvido pela Polícia Civil de Goiás”, comentou.

Além de Mayana, a CPI pretende ouvir o delegado Silvio Huppes (da Polícia Civil do Rio Grande do Sul), o promotor de Justiça Fabrício Patury (do Ministério Público da Bahia) e o analista de segurança da informação Fernando Mercel.