Delegado-geral divulga mensagem sobre ações desenvolvidas pela Coordenação de Saúde

337

WhatsApp Image 2017-07-05 at 15.39.14O delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio dos Santos, divulgou nesta quarta-feira (05/07) uma mensagem acerca da ações que têm sido realizadas pelas equipes da CPSS (Coordenação de Proteção à Saúde do Servidor). Álvaro elenca várias medidas implementadas e destaca que outras devem ser colocadas em prática com a finalidade de trazer benefício aos policiais civis. Confira a mensagem abaixo, na íntegra.

Desde que assumi como delegado-geral da Polícia Civil, sempre manifestei minha preocupação e externei ações que refletem cuidados com a saúde dos servidores de nossa instituição. No ano passado, a Coordenação de Proteção à Saúde do Servidor realizou mais de 9 mil atendimentos. E neste ano, apenas entre janeiro e maio, foram 4.364 atendimentos contabilizados nos setores de psicologia, serviço social, enfermagem e fisioterapia. Essas cifras mostram o quanto a equipe da CPSS tem trabalhado para prevenir e melhorar a qualidade de vida de nossos policiais civis.

Além dos atendimentos, temos promovido diversas campanhas de saúde. No mês de junho deste ano, por exemplo, realizamos a vacinação de servidores e familiares contra a influenza. Foram mais de 400 doses disponibilizadas. Antes disso, o NIAB já havia feito campanhas de vacinação contra a febre amarela, difteria, tétano, caxumba, rubéola e sarampo, além de ter distribuído as gotas homeopáticas contra a dengue.

WhatsApp Image 2017-07-05 at 15.39.06Equipes do NIAB têm, ainda, participado de diferentes eventos da Polícia Civil, sendo que, nessas ocasiões, enfermeiros realizam medições de glicemia e índice de massa corpórea, auferem a pressão arterial e orientam servidores. A CPSS também realiza o “Projeto Cores”, que teve início em setembro de 2016 e tem o propósito de divulgar e conscientizar os servidores sobre várias questões, a exemplo de câncer de mama, câncer de próstata, AIDS e suicídio.

Vale, igualmente, destacar as ações efetivadas no “Projeto Operação Saúde”. Nos últimos três anos mais de 800 servidores foram entrevistados, o que permitiu a identificação das principais necessidades de nossos policiais no ambiente de trabalho e possibilitou um complexo mapeamento dos seus problemas mais recorrentes. Conseguimos, com este estudo minucioso, reconhecer fatores de insatisfação dos policiais civis e providenciar medidas para melhorar a situação.

Graças ao Projeto Operação Saúde identificamos, alertamos e disponibilizamos tratamento a centenas de colegas que sofrem de hipertensão, sobrepeso, obesidade, diabetes, lesões por esforço repetitivo, estresse e outros problemas ocupacionais. Nossa preocupação com esses servidores afetados nos moveu a obter melhorias estruturais para a Coordenação de Proteção à Saúde do Servidor – foram adquiridos novos equipamentos médicos e de informática, reformas no imóvel, manutenção em todos as viaturas do Núcleo de Logística e Transporte.

É preciso mencionar também que, com o apoio do deputado federal João Campos, foi aprovada uma emenda parlamentar de R$ 500 mil à Coordenação de Proteção à Saúde do Servidor. Este valor, que está prestes a ser liberado, certamente trará benefícios consideráveis a toda a Polícia Civil.

Temos ainda incentivado nossos policiais a praticarem exercícios físicos, uma vez que os benefícios que podem advir dessas atividades são notórios. Assim, foram realizados em maio, durante a Semana do Policial Civil, torneios de futsal, vôlei, natação, corrida e futebol society. Também realizamos em junho a 3ª edição da Caminhada da Fé, um evento que tem integrado os colegas e permitido momentos de oração, reflexão e, evidentemente, atividade física.

A preocupação com a saúde do policial civil é uma das prioridades desta gestão. Prova disso é que fizemos incluir no “Mapa Estratégico” da Polícia Civil o item referente à saúde do servidor. Também gravei pessoalmente alguns vídeos que foram veiculados em redes sociais, incentivando nossos colegas de instituição a se cuidarem e buscarem sempre que necessário o apoio do NIAB.

Ainda externando meu cuidado com essa questão, realizei pessoalmente visitas a policiais civis que se lesionaram ou adoeceram em virtude de sua atividade profissional. Estive em hospitais e nas residências de servidores, onde fiz questão de manifestar minha solidariedade com suas dificuldades.

WhatsApp Image 2017-07-05 at 15.38.55Posso afiançar que qualquer demanda levada à Coordenação de Saúde é atendida, seja através de ações realizadas dentro da própria estrutura da CPSS, ou, então, por meio de encaminhamento para outras redes de atendimento.

Enfim, a direção da Polícia Civil têm acompanhado a situação da saúde de seus servidores e tem buscado incessantemente melhorar as condições de trabalho de todos os policiais. Sabemos que há muito a se fazer, mas as conquistas já obtidas mostram que estamos trilhando o caminho correto. Isso nos deixa otimistas de que vamos conseguir mais e mais vantagens a todos.

Para concluir, quero deixar registrado que qualquer iniciativa que venha somar com nossos esforços, por parte de outros atores, será benvinda. Estamos abertos ao diálogo para avançar cada vez mais, proporcionando benefícios aos policiais civis.