Dema alerta para riscos de captações irregulares para Rio Araguaia

1422

rio araguaiaA Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente (Dema) apresentou, na segunda-feira (6), informações referentes a procedimentos e investigações sobre captações irregulares de água ao longo do Rio Araguaia. O titular da Dema, delegado Luziano Carvalho, explicou, na ocasião, que o maior problema do Rio Araguaia hoje é que praticamente todos os lagos que o abastecem estão sendo usados de forma indevida por produtores rurais.

Em uma das propriedades visitadas pela Polícia Civil, os agentes constataram que uma só bomba captava, por segundo, 1.700 litros de água. Recentemente, segundo Luziano Carvalho, a Dema indicou 20 grandes produtores rurais por desmatamento, utilização indevida de nascentes, construção de represamentos, e captação de água sem a devida licença para a irrigação.

“Em Luiz Alves, por exemplo, estão drenando água que deveria estar indo para o rio, e matando os peixes, sem qualquer controle. Querem a água apenas para irrigar plantações, ou matar a sede do gado. Com isso, já existem hoje vários pontos do Araguaia naquela região que podem ser atravessados a pé”, pontuou o delegado. O próximo passo, segundo ele, é cercar todos os lagos e nascentes do Araguaia.