DEMA apura construções irregulares próximas ao João Leite e em outras mascentes

420
piscicultura
Força-tarefa constatou mais de 30 tanques de piscicultura próximo ao João Leite

A Delegacia Estadual do Meio Ambiente (DEMA) realiza uma força-tarefa para apurar a existência de residências e empreendimentos próximos ao reservatório João Leite e outras nascentes em Goiânia. Segundo o responsável pelo caso, delegado Luziano Carvalho, as investigações ainda estão em processo de levantamento, mas que já foram constatados vários casos graves, principalmente da região do João Leite, que poderão causar prejuízos imensuráveis.

“Estamos levantando e fazendo perícia. Já encontrei muitas irregularidades graves em nascentes, como granjas e criação de porcos. Também tem hortaliças e mais de 30 tanques de piscicultura. Temos que tomar providência rápido senão vai ser uma tragédia, porque o João Leite é valioso pela qualidade da água. Isso vai interferir no abastecimento público”, explica Luziano.

De acordo com o delegado, ainda não há um número de pessoas que serão indiciadas, mas que os casos serão levados à Justiça. “Foram construídas verdadeiras mansões. Como vamos fazer? Vai demolir, vai embargar, vai ser multado? Temos que estudar para saber qual é a solução”, diz.

Outra área fiscalizada é uma nascente localizada no setor Garavelo, em Goiânia, que foi desmatada próximo a uma nascente para implantação de residências. “Tem área sendo desmatada para construir um condomínio de edifícios. Os maiores estrados são feitos por grandes empresas, grandes produtores rurais e grandes fazendeiros”.

Texto: Diário de Goiás